Vereadores devolvem 20% do subsídio durante pandemia

Essa foi uma das várias ações tomada pela Câmara para ajudar no combate ao Covid-19

 

A Câmara de Hortolândia vai devolver à prefeitura 20% do subsídio mensal dos vereadores até o final da pandemia do Covid-19. A medida foi anunciada pelo presidente do Poder Legislativo, Valdecir Alves Pereira, o Nego (PSD), em vídeo divulgado nesta quarta-feira (22 de abril). Essa é mais uma das ações que o Legislativo tem feito para colaborar com a Prefeitura de Hortolândia.

A decisão de repassar o valor à Prefeitura foi tomada em conjunto com todos os vereadores, visando auxiliar financeiramente no processo de desenvolvimento de programas e projetos para combate e tratamento de pessoas que contraíram o vírus, que está causando mortes incontáveis e desestruturando todo o planeta. “Os vereadores, em consenso, decidiram devolver 20% de seus subsídios mensais para o combate ao Coronavírus. É um momento muito delicado que estamos passando, e nós, como legisladores, precisamos pensar no bem da nossa população. E além de estar sempre atentos e ajudando os munícipes e colaborando com a Prefeitura, neste momento, qualquer quantia a mais que a Administração Municipal tenha, ajudará a agir mais rapidamente em questões urgentes”, comentou o presidente.

Além dessa ação, a Câmara também fez a devolução de R$ 750 mil do duodécimo do primeiro quadrimestre para a Prefeitura. “Essa devolução do duodécimo faz parte de diversas medidas que estamos tomando desde que a pandemia atingiu nosso país. Ainda fizemos a cessão de quase toda a frota de veículos, estamos repassando nosso combustível, além da suspensão temporária de pagamento de gratificações e comissões dos funcionários”.

Desde o início da pandemia no Brasil, a Câmara vem tomando diversas ações para assegurar a saúde de todos os funcionários e vereadores. Primeiro foram adotadas novas medidas de higiene, disponibilizando álcool em gel em todos os setores, gabinetes e áreas de circulação, depois foram suspensas a necessidade de controle biométrico de ponto para os funcionários e a circulação da população na Câmara, em seguida, quando a pandemia se agravou, foi adotado o homeoffice para funcionários de todos os setores, mantendo apenas serviços extremamente essenciais na Câmara. “São ações pequenas, mas que em conjunto fazem a diferença para o combate do Coronavírus. Ainda cedemos o nosso plenário maior, para que a Secretaria de Inclusão faça o armazenamento de alimentos para serem doados às famílias em vulnerabilidade social, que estão sendo mais atingidas por essa pandemia. Tudo o que pudermos fazer para ajudar, faremos. A Câmara sempre será a Casa do Povo, por isso está comprometida em ajudar a Prefeitura neste momento crítico”, finalizou o presidente.